5 dicas para quebrar o bloqueio criativo na hora de escrever

5 dicas para quebrar o bloqueio criativo na hora de escrever

 

NÃO CONSIGO PASSAR AS IDEIAS PARA O PAPEL. POR QUE ISSO ACONTECE?

 

A internet cobra agilidade nas ações, o dia passa muito rápido, os trabalhos precisam ser entregues e você sente que está com um bloqueio criativo. 

Esse cenário poderia ser fictício, mas faz parte, na verdade, da vida de muitas pessoas. 

Exigir atividade imaginária do próprio cérebro nem sempre é uma tarefa fácil e, muitas vezes, nos faz ter o sentimento de incapacidade de produzir. 

Isso porque estamos sendo cada vez mais adaptados a receber conteúdo e menos treinados a construir ideias de maneira crítica. 

Esse processo de acomodação do cérebro proporciona uma espécie de fadiga do pensamento: criar qualquer coisa nova parece ser mais difícil do que sempre foi. 

Se você passa por isso, não se preocupe! Quase todas as pessoas que trabalham com criatividade também passam, e isso não quer dizer que elas trabalham mal. 

A criatividade é uma habilidade que pode ser exercitada, assim como todas as outras. 

Pense no poder criativo como um músculo qualquer do seu corpo. 

Se você exercita diariamente, ele ficará musculoso em pouco tempo. 

Por outro lado, se você seguir a linha do sedentarismo, os músculos não ficarão tão evidentes e serão pouco desenvolvidos. 

Com o nosso cérebro também funciona assim: quanto mais praticamos, mais criativos nos tornamos. 

E nessa regra não tem erro! 

 

APRENDENDO A LIDAR COM O BLOQUEIO

 

O primeiro passo para se livrar do bloqueio criativo é aceitar que ele existe. 

Enquanto você ignorá-lo, vai se sentir culpado por não conseguir produzir. 

Em alguns momentos não adianta insistir. Passar horas na mesma tentativa pode ser mais desgastante do que parar, respirar e atrasar um pouco o seu cronograma. 

Não esqueça que sua saúde mental é uma prioridade e que você não irá produzir nada se não estiver com a cabeça tranquila.

É por isso que o estresse pode ser o maior inimigo da criatividade. Quando estamos com a cabeça ocupada, ainda que o roteiro esteja em mente, as palavras fogem ou não aparentam apresentar uma forma tão legal. 

Então, a partir de agora, aceite que você pode travar e sentir que tudo “deu um branco”. 

Essa não é uma recomendação para te fazer desistir de tudo, mas sim, uma luz para diminuir a culpa. 

Esse bloqueio não é sinônimo de incapacidade, ele é somente o estado de cansaço de um cérebro que está trabalhando bastante.

 

 Bloqueio criativo

5 DICAS PARA QUEBRAR O BLOQUEIO CRIATIVO NA HORA DE ESCREVER

 

Pensando nisso tudo, trouxemos algumas dicas para te ajudar a quebrar esse ciclo de baixo fluxo criativo. 

São técnicas simples e que podem ser aplicadas por qualquer pessoa.

Ao terminar esse texto, você conseguirá, provavelmente, atingir uma maior racionalidade acerca do ato da escrita.

O maior objetivo é fazer com que você entenda que a prática, alinhada a alguns truques, pode deixar de ser massacrante. 

Isso porque a escrita, seja de trabalhos acadêmicos, seja pelo ofício de escritor, pode ser mais leve do que você imagina! 

 

  • Busque fontes de inspiração 

 

Talvez o problema esteja na rotina. Se você passar o dia vendo os mesmos sites, com os mesmos textos, não irá conseguir sair dessa bolha. 

Se é uma escrita acadêmica, busque artigos e resumos expandidos sobre o assunto. 

Mesmo que o assunto abordado seja o mesmo, a forma de escrever certamente será diferente. 

Dessa forma, pode ser que a visualização de conteúdos diferentes te ajude a quebrar esse bloqueio. 

Além disso, as informações também tendem a variar, o que abrirá novas possibilidades para o seu potencial criativo. 

Mas, lembre-se de separar inspiração de cópia. Os textos devem servir como motivadores, e não para que você os refaça em outras palavras. 

Ao contrário, isso poderia bloquear ainda mais o seu senso criativo. 

Sites como Pinterest e Tumblr são ótimas apostas para ver coisas diferentes e podem te ajudar a desmembrar essa barreira!

 

  • Dê um tempo para si 

 

Se você já procurou novas inspirações e ainda não conseguiu sair da estaca zero, pode ser a hora de parar por um tempo. 

As vezes estamos muito cansados e as ideias ficam ecoando na cabeça. 

Em alguns casos, a quantidade de conteúdo que consumimos diariamente acaba nos confundindo. 

São muitas coisas que, quando recebidas ao mesmo tempo, não conseguem gerar um raciocínio completo. 

Por isso, os momentos de tédio também são essenciais para o despertar criativo. 

 

  • Percorra o caminho óbvio 

 

Você não está proibido de inovar, mas se não conseguir fazer isso, vá pelo caminho óbvio. 

Quando se trata de resultados na escrita, utilizar o seu estilo mais confortável não é uma opção ruim. 

Se você já testou e já sabe que dá certo, pense que é uma possibilidade seguir naquela mesma linha. 

Essa linearidade estilística não o tornará menos original; ao contrário disso, ela se tornará o seu traço de escrita. 

Quando se admira muito um autor, é normal tentar observar quais são os seus marcos de escrita para reproduzir. Por que não fazer o mesmo com você?

 

  • Evite procrastinar 

 

Deixar as coisas para a última hora é um fator que desestabiliza a organização.

Para esse hábito não atrapalhar a sua vida, é importante organizar metas e horários diários para cumprir objetivos de curto, médio e longo prazo. 

São textos curtos que podem ser feitos rapidamente? Escreva-os. 

Precisa fazer um resumo para aquela disciplina da faculdade? Organize suas anotações sobre o assunto e coloque a mão na massa. 

Muitas vezes a sensação de estar no contrafluxo da criatividade é muito mais ligada ao pensamento de não conseguir ou não querer fazer do que por um bloqueio criativo, de fato. 

Pense menos e aja mais. Essa dica não tem erro! 

 

  • Reorganize o projeto 

 

Quando nada funciona é porque chegou a hora de reorganizar o seu projeto. 

Algumas vezes o projeto inicial parece bom, mas em determinado momento não há mais o que discorrer sobre ele. 

Se você não consegue sair da trava, pode ser a hora de revisar se aquilo faz mesmo sentido diante do resultado que você deseja obter. 

Isso não significa que você deve jogar tudo fora, mas revisar os tópicos e a maneira de abordagem pode ser o start que você precisa para seguir com os planos. 

 

Se esse texto te ajudou e você quer receber outras dicas para auxiliar na sua produção textual, acompanhe nosso Instagram, @fshrecife. 

Dica extra: 5 frases para você adicionar como repertório sociocultural na redação 

Open chat