#BlogFSH

Título da postagem

Especialistas orientam como escolher uma carreira com realização

Postado em 05/09/2017 16:30:12

Escolher uma profissão para vida toda não é uma tarefa fácil, não é mesmo? Muitos pontos precisam ser levados em consideração antes desta escolha tão importante que vai nortear a sua vida.

Vocação vem do latim “vocare” e quer dizer “chamar”. É a tendência que leva uma pessoa a exercer uma determinada profissão. A palavra carreira, por sua vez, vem de “carraria”, significa estrada rústica ou uma trilha. O ideal seria que essas duas palavras caminhassem juntas. Isso significaria que o caminho escolhido levou à realização plena.

Sabemos que nem sempre as pessoas conseguem desenhar o cenário ideal em suas vidas. Por conta disso, é importante fazer alguns questionamentos que vão contribuir para você tomar uma decisão mais assertiva em relação à escolha da sua carreira alinhada com sua vocação.

Milie Haji, Gerente de R&S da Cia de Talentos, comenta que atualmente a grande variedade de  de cursos, instituições, áreas e segmento de empresas faz com existam mais possibilidades de carreira. E aí pinta aquela dúvida: qual escolher?

A Gerente de R&S diz: "O autoconhecimento nos ajuda a fazer escolhas mais conscientes e nos faz refletir sobre nossa história, valores e objetivos. Dessa forma, as escolhas ficam alinhadas com aquilo que você quer para a vida e sua motivação estará sempre presente. É bom pensar no que te motiva, quais são seus sonhos e seu propósito". Sendo assim, na hora de escolher sua carreira é necessário fazer um exercício pensando nas seguintes questões:

"Ter clareza desses pontos trará mais conforto nas tomadas de decisão para sua carreira e um sentido com propósito para sua vida. Lembrando que hoje vida pessoal e profissional não se conciliam, elas estão integradas", ela comenta. "O propósito é uma relação entre fazer o que você ama, o que o mundo precisa, o que te pagam para fazer e aquilo que você faz bem", acrescenta a Milie.

Beatriz Nóbrega, psicóloga e coach, ao longo de 19 anos de experiência como executiva de Recursos Humanos e três anos atuando como Coach Profissional, acredita que a medida é a realização profissional e a satisfação pessoal que a carreira escolhida oferece. Na hora de fazer sua escolha ela aponta que é importante fazer as seguintes perguntas:

“Quando a resposta for 'sim' para as questões acima, significa que a escolha foi assertiva. Mas se o 'não' predominou, é um indicativo de que algumas questões devem ser revistas”, aponta Beatriz.

Se a carreira foi escolhida com base no autoconhecimento, e não simplesmente por “herança” (profissão dos ascendentes – pais ou avós) ou de forma aleatória (porque um vizinho tinha uma vaga na empresa naquela área), e ainda assim surgir algum descontentamento, é provável que ele esteja associado à dissonância de valores, ou seja, o que é importante para a pessoa não é o que é importante naquele trabalho. “Se for o caso, é completamente possível encontrar um outro projeto ou empresa que tenha maior aderência e assim voltar-se a se interessar pela carreira”, indica a coach.

Fonte: Catraca Livre